Campanha Nacional de Prevenção do Câncer da Pele

  A campanha é uma das ações de um projeto maior da SBD, o Programa Nacional de Controle do Câncer da Pele (PNCCP), criado em 1999. Desde então, a Sociedade realiza ações diferenciadas com o objetivo de diminuir, a longo prazo, o número de casos do câncer que é o de maior incidência no Brasil. […]

07-nov-2018

 

A campanha é uma das ações de um projeto maior da SBD, o Programa Nacional de Controle do Câncer da Pele (PNCCP), criado em 1999. Desde então, a Sociedade realiza ações diferenciadas com o objetivo de diminuir, a longo prazo, o número de casos do câncer que é o de maior incidência no Brasil. As estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) prevêem 120.930 novos casos no País em 2008. De acordo com Maia, o programa tem o objetivo de estimular a prevenção, de forma a evitar a incidência do câncer no futuro. Ou seja, evitar que o câncer ocorra. Ele diz ainda que a prevenção secundária consiste no diagnóstico precoce, já a prevenção terciária, uma vez identificado o câncer, no acompanhamento do paciente até o fim do tratamento.
Segundo Maia, os atendimentos do dia 8 de novembro terão foco principal no grupo de risco, composto geralmente por pessoas de pele clara, com manchas, casos de câncer da pele na família ou quadro anterior da doença. Inclusive, para quem quiser fazer um teste, o site da SBD disponibiliza uma calculadora de risco para câncer da pele. Dessa maneira, a população pode saber qual é a probabilidade de ser portadora da doença ou de apresentá-la no futuro. No último ano, foram feitos 32.446 atendimentos em todo o Brasil, com 3.100 casos positivos de câncer da pele e a expectativa para 2008 é de que 40 mil pessoas compareçam aos postos de atendimento. Entretanto, o dermatologista ressalta que o objetivo central da campanha é estimular a prevenção. “Não adianta batermos nenhum tipo de recorde. Queremos interferir na incidência da doença, estimulando o processo de prevenção primária. Evitar que o câncer ocorra, lembrando a importância do uso de protetor solar, roupas e chapéus na exposição ao sol”. As palavras do médico são reforçadas pela dermatologista Selma Cernea, também coordenadora nacional da campanha: “A vestimenta adequada é tão importante quanto a aplicação do filtro solar”, diz. Mais informações no site da Sociedade Brasileira de Dermatologia: www.sbd.org.br.

 

Clique para ver o cartazete grande Clique para ver o panfleto grande Clique para ver a camisa grande