Anatomia da face aplicada aos preenchedores é tema de curso da DermaGerais


Como é de costume, as jornadas da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Minas Gerais (SBD-MG) iniciam as atividades científicas com cursos teóricos ou práticos. Na 2ª DermaGerais não foi diferente. A manhã da sexta-feira, 17 de novembro, foi marcada pelo Curso Teórico de Anatomia da Face aplicada aos Preenchedores, coordenado por Eliandre Palermo, dermatologista e ex-presidente da SBCD, com Alfredo Jacomo, professor de anatomia da Faculdade de Medicina da USP, e André Braz, dermatologista do Rio de Janeiro. Quase 110 participantes tiveram a oportunidade de ver como o estudo de cadáveres frescos tem ajudado na prática diária do dermatologista.

De acordo com Eliandre, o curso foi montado pensando no jovem médico e também nos especialistas com mais experiência. “Começamos com anatomia geral da face, uma aula bem didática, depois passamos para uma anatomia mais aplicada em Dermatologia, divida pelos terços da face (superir, médio e inferior)”, explicou. Para André Braz, a anatomia não é importante somente para o profissional que injeta os preenchedores, mas também para o paciente, que deve sempre ser avaliado individualmente. “Diferenciamos-nos porque somos cautelosos e sabemos de anatomia, podemos usar esse conhecimento para o preenchimento seguro e eficaz”, disse André.

Eliandre explica que o estudo da anatomia em cadáveres frescos trouxe um diferencial, principalmente no que diz respeito ao tecido celular subcutâneo. “Sem o formol a gordura não endurece e consegue-se ser mais fidedigno às camadas da pele. Desse modo temos um visual muito próximo do que seria o real”, diz a médica. Ela ainda esclarece “foi a partir dos treinamentos simulando o ambiente cirúrgico, em cadáveres frescos, que se percebeu a evolução da técnica e nós começamos a utilizá-la para estudar a anatomia da face”. Eliandre espera que esses cursos teóricos dessa natureza façam com que os dermatologistas gostem de anatomia e possam usá-la para melhorar suas práticas.