1ª DermaGerais: Aplicativos e redes sociais – o médico deve usar?

“Estamos vivendo um caminho sem volta”. Essa é a frase que a dermatologista paulista Tatiana Gabbi usa para explicar para adeptos, ou não, dos aplicativos para celulares e das Redes Sociais que é possível fazer medicina usando essas novas tecnologias de comunicação, sem violar o Código de Ética da profissão e que essa é a realidade atual.

11-nov-2016

Aplicativos e redes sociais: o médico deve usar?

 “Estamos vivendo um caminho sem volta”. Essa é a frase que a dermatologista paulista Tatiana Gabbi usa para explicar para adeptos, ou não, dos aplicativos para celulares e das Redes Sociais que é possível fazer medicina usando essas novas tecnologias de comunicação, sem violar o Código de Ética da profissão e que essa é a realidade atual. Palestrante da 1ª DermaGerais, em Belo Horizonte, Tatiana foi convidada para ministrar duas conferências:  “Uso de aplicativos médicos no consultório: separando joio do trigo” e  “Mídias sociais: como utilizá-las para alavancar o consultório?”.

A médica de São Paulo conta que seu interesse por tecnologia é antigo e que desde 2009, aproximadamente, estuda os smartphones e suas infinitas funções. Por causa desse envolvimento, Tatiana foi convidada para dar um curso na Reunião Anual dos Dermatologistas do Estado de São Paulo (Radesp), em 2010, que capacitava o participante a usar celulares e tablets. O mesmo curso foi dado no Congresso de Cirurgia Dermatológica e repetido ao longo dos anos até hoje. “A ideia é ajudar a desvendar esses aparelhos, mostrando a utilidade no consultório”, explica. Segundo ela, o curso não é original, é ministrado há anos no Congresso Americano de Dermatologia.

Tatiana entende que não há mais uma resistência quanto ao uso do celular e seus aplicativos pelo médico. Mas por outro lado, ela enxerga certa desconfiança com as Redes Sociais: “O médico vê o consultório como lugar sagrado, que não poderia ser divulgado nessas mídias. No entanto, nos Estados Unidos isso já acontece desde 2011 e as novas gerações, que nasceram com a internet, usam as Redes Sociais para fazer propaganda”, diz a dermatologista.

Em Belo Horizonte, Tatiana vai mostrar em suas aulas os vários aplicativos de celular, dizer quais valem ser baixados e para quem são interessantes: dermatologistas, residentes, estudantes de medicina, pessoas que trabalham em hospitais, etc. Sobre as Redes Socais, vai apresentar as principais, como se comportam e como usá-las para alavancar um consultório médico.

Inscreva-se na DermaGerais.

Inscrições com desconto até o meio-dia de 16/11 (quarta-feira).

Clique aqui e veja a programação e as instruções para as inscrições!