Reunião Científica da SBD-MG apresenta importantes temas para dermatologistas e residentes

o último sábado, 11 de agosto, a Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Minas Gerais (SBD-MG) realizou mais uma edição da Reunião Científica da instituição. Com a presença de dermatologistas e residentes dos Serviços Credenciados da SBD, o evento aconteceu no Hotel Mercury Lourdes, em Belo Horizonte, e reuniu temas de extrema relevância para os […]

17-ago-2018

o último sábado, 11 de agosto, a Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Minas Gerais (SBD-MG) realizou mais uma edição da Reunião Científica da instituição. Com a presença de dermatologistas e residentes dos Serviços Credenciados da SBD, o evento aconteceu no Hotel Mercury Lourdes, em Belo Horizonte, e reuniu temas de extrema relevância para os especialistas em pele, cabelos e unhas.

Abrindo o evento, a Dra. Maria Luiza Pires de Freitas, vice-presidente da SBD-MG, fez um convite a todos os presentes para participarem como voluntários da Campanha de Prevenção do Câncer da Pele da SBD, que será realizada no sábado, 1º de dezembro, em 14 postos de atendimento em Minas Gerais. “Nossas mídias estão cada vez mais rápidas na divulgação da Campanha, temos recordes de atendimentos nos últimos anos, por isso precisamos do engajamento de todos”, pediu a Dra. Maria Luiza.

A Reunião teve continuidade com a apresentação de casos clínicos dos Serviços Credenciados de Minas Gerais. Da Santa Casa de Belo Horizonte, as residentes Juliana Chaves Fabrinie Luisa Coutinho Teixeira apresentaram casos de dermatofibrossarcoma protuberans e granuloma anular profundo. Os representantes do Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais foram Luiz Fernando de Oliveira Santana, com o caso de dermatitis neglecta e Rachel Ávila Coelho, que falou sobre síndrome de Gorlen-Goltz. Nayara Silveira Maia, do Hospital das Clínicas da UFMG, apresentou um caso de hanseníase.

O tema Hanseníase também foi abordado na aula do Prof. Marcelo Grossi, que falou sobre o diagnóstico diferencial da doença. Ele começou a exposição dizendo que o problema da Hanseníase ainda está longe de ser resolvido. “São mais de 200 mil casos por ano no mundo, sendo que a maioria se concentra no Brasil, na Índia e na Indonésia”, esclareceu. Segundo o Prof. Marcelo, a Organização Mundial de Saúde preconiza o diagnóstico precoce no combate à Hanseníase, por isso a importância de se conhecer os diagnósticos diferenciais.

Convidada da SBD-MG, a dermatologista do Rio de Janeiro, Dra. Luna Azulay, apresentou duas aulas na Reunião Científica. A primeira delas, foi “Tinha do Couro Cabeludo” e a segunda, “Psoríase, Gravidez e Imunobiológicos”. Na última exposição, a Dra. Luna mencionou um artigo ainda inédito desenvolvido com colegas dermatologistas de várias partes do Brasil sobre o uso de imunobiológicos por grávidas. Nesse trabalho, a Dra. Luna relatou casos de 32 gestantes que usaram, em algum momento da gravidez, imunobiológicos para o tratamento da psoríase. Elas foram acompanhadas pelos dermatologistas coautores do artigo e conseguiram levar a gestação até o final e os bebês nasceram bem. “Mas isso não significa que está liberado o uso de imunobiológicos na gravidez”, alerta a médica.

A Reunião Científica da SBD-MG ainda teve as aulas dos dermatologistas Dr. Hugo Moreira sobre “Diagnóstico Laboratorial da Leishmaniose Tegumentar” e Dra. Renata Zac, “Uso não Convencional da Toxina Botulínica”.