Reunião Científica da SBD-MG discute o uso das Redes Socais por médicos


A Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional Minas Gerais (SBD-MG) realizou no último sábado (7/4) a segunda Reunião Científica de 2018. Com a presença de especialistas e residentes, o evento teve sua tradicional dinâmica de apresentações um pouco modificada. Além das discussões de casos clínicos dos Serviços Credenciados e das aulas sobre dermatologia clínica, o fechamento da Reunião foi com uma mesa redonda sobre as Mídias Sociais e a Ética Médica, que teve a participação do dermatologista pernambucano Sérgio Palma, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), e do cirurgião plástico Cláudio Salum, coordenador da Comissão de Divulgação de Assuntos Médicos (Codame) do CRMMG. 

Importante espaço de aprendizado para residentes, as Reuniões Científicas da SBD-MG se iniciam com os próprios residentes em dermatologia apresentando casos clínicos dos Serviços Credenciados da SBD em Minas Gerais. Nesta edição três Serviços de Belo Horizonte se apresentaram: Hospital Militar, com Rachel de Ávila Coelho e Luiz Fernando de Oliveira Santana; Hospital das Clínicas da UFMG, com Emília Santos Boaventura e Swethlana Calheiros Mendonça; e Santa Casa, com Guilherme Henrique Silveira Teixeira e Mônica Maria de Faria Pimenta.

O evento continuou com aula do dermatologista Daniel Gontijo Ramos sobre “Atualização no Tratamento de Ceratose Actínica”, seguida pela apresentação sobre “Doenças infecciosas nas imunodeficiências”, do dermatologista Antônio Guedes. Para Guedes, os pacientes imunossuprimidos estão ajudando a reescrever a história da dermatologia. Finalizando as apresentações científicas, a dermatologista Dulcilea Ferraz Rodrigues falou sobre “Métodos auxiliares no diagnóstico das doenças do couro cabeludo”.

Redes Sociais

“As Mídias Sociais na Dermatologia” foi o tema da mesa redonda que completou a programação da Reunião Científica. O assunto vem preocupando a diretoria da SBD-MG por causa dos excessos cometidos por dermatologistas no ambiente virtual, principalmente nas Redes Sociais, como Facebook e Instagram.  Além de Sérgio Palma e Cláudio Salum, a discussão contou a presidente da SBD-MG, Ana Cláudia de Brito Soares, a diretora de mídia eletrônica, Maria de Fátima Borges, e a jornalista da SBD-MG, Ana Fazito. De acordo com Ana Cláudia, o principal objetivo desse encontro foi mostrar aos mais jovens que é possível fazer marketing digital sem ferir a ética médica. As resoluções do CFM que regem a Publicidade Médica foram apresentadas e exemplos reais do que está sendo postado na mídia mostrados e os erros apontados. O vice-presidente da SBD adiantou que o Manual de Publicidade Médica está passando por uma revisão, mas que as questões relacionadas à ética não mudam.