Reunião Científica e Assembléia Geral Ordinária agitam a dermatologia em Belo Horizonte

 

Convidados do Rio de Janeiro, de São Paulo e da capital mineira levantam assuntos importantes para o setor

Aconteceu em 19 de agosto, no Hotel Mercure Lourdes, a terceira Reunião Científica de 2017 e a Assembléia Geral ordinária da SBD-MG. Cerca de 130 participantes puderam acompanhar apresentações e discussões de temas importantes para a dermatologia brasileira. O encontro foi aberto com a Assembléia Geral da SBD-MG, com prestação de contas e apresentação da programação do 2º semestre de 2017. Outro assunto colocado na primeira parte do encontro foi a preocupação do uso indevido do marketing por alguns dermatologistas, que não estão seguindo o que rege o “Manual de Publicidade Médica”, do Conselho Federal de Medicina (CFM). 

Logo após a Assembleia, houve a apresentação de casos clínicos pelos Serviços Credenciados de Minas Gerais. Nesse momento, falaram residentes da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, do Hospital da Polícia Militar de Minas Gerais e do Hospital das Clínicas da UFMG. Para o dermatologista e professor titular da Universidade Estadual Paulista (UNESP) em Botucatu, Silvio Alencar Marques, essa parte do encontro reuniu temas muito ricos para a dermatologia: “Me sinto recompensado com essas apresentações. Além de aprender muito, a gente confirma que a medicina é extremamente dinâmica”.

O próprio Sílvio Marques desenvolveu dois temas na Reunião. Na primeira aula, fez uma atualização sobre a Esporotricose, os perigos da doença e da epidemia que afeta principalmente a cidade do Rio de Janeiro. Silvio Marques expôs as formas de contágio, o que fazer para se proteger e como as outras cidades estão enfrentando a doença. Em seu segundo tema, o professor falou sobre o tratamento da psoríase na gravidez e em áreas especiais como couro cabeludo, genitália e unhas. Ele apontou as formas de tratamento tópico, o papel da fototerapia e riscos de medicamentos para gestantes e recém-nascidos.    

Outra convidada foi a dermatologista carioca Bruna Bravo. Ela ministrou aula sobre as complicações com ácido hialurônico e como usar hialuronidase.  Nessa exposição, apresentou casos com pacientes que tiveram dificuldades com o produto e como eles foram resolvidos.   Bruna ainda falou sobre as características e formas de uso e resultados do hialuronidase como tratamento. Bruna Bravo também desenvolveu outro tema na reunião. Nesse segundo momento, falou sobre a avaliação global da face e a matemática da beleza.

A reunião ainda contou com a participação da dermatologista Cláudia Márcia de Resende Silva que fez uma atualização em fotoproteção. Ela expôs o que há de novo em filtros solares suas formas de aplicação e efeitos colaterais. Falou também das roupas mais eficazes para a proteção aos raios solares e como fica a questão da baixa de vitamina D, que está afetando parte da população.

Impressões

Segundo a presidente da SBD-MG, Ana Cláudia Brito Soares, a reunião “sempre procura trazer os vários assuntos que pautam a dermatologia como a epidemia no Rio de Janeiro da esporotricose e sobre estética com a Dra. Bruna Bravo falando sobre preenchimento com ácido hialurônico”. Para Renan Bernardes, residente em dermatologia “é muito bom participar desses encontros, aqui temos exposições de casos, há discussão de várias áreas, então dá para ficarmos bem atualizados sobre diversos assuntos”. Ainda sobre a reunião, o professor Silvio Alencar Marques conclui: “essa reunião é uma oportunidade única para troca de idéias, aprendizado atualização, enfim, uma oportunidade importante”.

A próxima reunião está marcada para 07 de outubro e já tem presença confirmada do clínico geral Luis Osvaldo Rodrigues, coordenador clínico do Centro de Referência em Neurofibromatoses do Hospital das Clínicas da UFMG, que falará sobre neurofibromatose, e da dermatologista Sílvia Marcondes, de São Paulo.